CAPIVARA-HEADER-1
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

REVIEW | MORTAL KOMBAT 1 reduz catálogo mas faz melhoria em gameplay

Foto: Mortal Kombat 1 | Netherrealm | WB Games | Reprodução
Por: Lucas Parker

Mortal Kombat sempre se destacou como uma das maiores e mais respeitáveis franquias de jogos de todos os tempos. Este ano, a Netherrealm Studios surpreendeu a todos com a nova entrada na série, Mortal Kombat 1, que resgata elementos marcantes de todos os títulos anteriores e os funde de forma orgânica e extremamente envolvente. O jogo cativa tanto os jogadores casuais, que buscam se divertir com a história e partidas versus com amigos, quanto os veteranos apaixonados por jogos de luta.

Mortal Kombat 1 marca um “reboot” da franquia, reintroduzindo os jogadores ao universo familiar de Raiden, o Deus do Trovão, e protetor do plano terreno. A trama anterior seguia Raiden reunindo guerreiros para o torneio Mortal Kombat contra Outworld, o domínio de Shao Kahn. Após nove vitórias consecutivas de Outworld, Liu Kang emerge como vencedor, desencadeando uma série de eventos cruciais, incluindo a morte de Liu Kang e a corrupção de Raiden após matar Shinnok em Mortal Kombat X. Agora, em Mortal Kombat 11, somos apresentados a Kronika, uma titã do tempo que decide resetar o mundo de Mortal Kombat, perpetuando uma luta interminável entre o bem e o mal, representada por Liu Kang e Raiden. Em um ato surpreendente, Raiden decide fundir-se a Liu Kang, resultando na criação de um novo protetor do plano terreno e Deus do Fogo. Assim, Liu Kang derrota Kronika e redefine a linha do tempo, levando-nos de volta ao ponto de partida em Mortal Kombat 1.

 

O modo história deste jogo oferece uma reviravolta intrigante, com Scorpion agora sendo Kuai Liang em vez de Hanzo Hasashi, e Kuai Liang sendo o irmão adotivo de Bi-Han, também conhecido como Sub-Zero. Estas mudanças, juntamente com várias outras, criam uma experiência única que mantém o frescor do jogo, mesmo para os jogadores mais experientes. A campanha apresenta referências aos jogos antigos, mas também introduz elementos completamente novos, proporcionando uma experiência empolgante e renovada para veteranos e novatos.

 

Além da narrativa envolvente, as mecânicas de jogo são precisas e extremamente bem executadas. A Netherrealm Studios demonstrou um trabalho excepcional, garantindo que todas as funcionalidades operem de forma suave e satisfatória. Além disso, a adição do Kombat Pack e a confirmação de personagens convidados como Omni-Man, Peacemaker e Homelander, juntamente com a inclusão de personagens de jogos anteriores como Ermac, Quan-Chi e Takeda, prometem prolongar significativamente a vida útil deste título.

 

Em resumo, Mortal Kombat 1 representa um marco na série, combinando habilmente elementos clássicos com inovações frescas. A Netherrealm não apenas respeitou a rica herança da franquia, mas também a revitalizou, criando uma experiência de jogo emocionante e cativante que continuará a entusiasmar os fãs por muito tempo.

TALVEZ VOCÊ GOSTE DESTAS POSTAGENS :

  • All Post
  • coberturas
  • Críticas
  • Entrevistas
  • festival
  • Filmes
  • Games
  • Geek
  • Groover
  • Home
  • Mais
  • Musica
  • notícia
  • Séries
  • Shows
  • Teatro

Vídeos:

Lil Nas X – Long Live Montero: uma celebração ao sucesso e a autenticidade do artista
‘LOOM’: Ouça o novo disco do Imagine Dragons
‘Achadinhos do Groover XI’ traz 9 faixas para embalar seu fim de semana
O que podemos esperar da passagem de Lenny Kravitz pelo Brasil
RAYE: A nova sensação do R&B que você precisa conhecer
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
 

LançamentoS:

Edit Template

© Copyright 2023 Capivara Alternativa – Todos os direitos reservados.

Pular para o conteúdo