CAPIVARA-HEADER-1
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

6 músicas famosas que foram inspiradas por clássicos da literatura

Separamos seis faixas (e uma bônus!) que nasceram graças a grandes autores ou obras da literatura mundial

O grupo de dance-rock AWOLNATION, mais conhecido pela dançante ‘Sail‘, acaba de lançar uma nova faixa. O single em questão se chama ‘Jump Sit Stand March‘ e foi feito em parceria com a cantora Emily Armstrong. O lançamento chega dois meses após ‘Panoramic View‘; juntas, as faixas anunciam o quinto álbum da carreira do AWOLNATION, chamado The Phantom Five, e que será lançado no dia 30 de agosto deste ano.

Jump Sit Stand March‘ fala sobre a frustração que se cria ao tentar agradar todo mundo. A música foi inspirada por uma citação do famoso escritor britânico C.S. Lewis, mais conhecido pela saga literária ‘As Crônicas de Nárnia‘.

E aí nós ficamos pensando: ‘Quais outros músicos famosos se inspiraram em grandes escritores ou obras da literatura na hora de compôr?‘. A resposta que encontramos: vários! Por isso, separamos aqui os seis mais surpreendentes:

‘Firework’ Katy Perry

Katy Perry se inspirou no livro ‘On the Road – Pé na Estrada‘ (1957) para compôr o hit ‘Firework‘. O romance de Jack Kerouac narra a história de dois amigos, Sal Paradise e Dean Moriarty, que viajam de carro ao redor dos Estados Unidos. A descrição que Kerouac usa para falar sobre fogos de artíficio, que começa com “burn, burn, burn, like fabulous yellow roman candles exploding like spiders across the stars” inspirou o refrão da faixa.

‘Watermelon Sugar’ – Harry Styles

O sucesso ‘Watermelon Sugar‘, do ex-One Direction Harry Styles, recebeu esse nome graças ao livro ‘Açúcar de Melancia‘ (1968) de Richard Brautigan. O romance pós-apocalíptico conta a história de uma civilização em ruínas, que vive em comunidade, e é investigada por um narrador não-nomeado. Em entrevistas, Styles contou que o título da obra chamou sua atenção durante uma tarde no estúdio, e que o ajudou a completar suas ideias para o refrão da música. Como a faixa, alguns trechos do livro também abordam a “euforia inicial” que se sente no início de um relacionamento amoroso.

‘Don’t Panic’ – Coldplay

Don’t Panic‘, da banda britânica Coldplay, é uma faixa reflexiva que fala sobre o fim do mundo. Seu nome vem de uma frase que aparece na capa do fictício ‘O Guia do Mochileiro das Galáxias‘. Esse “guia” é mencionado na franquia de ficção científica de mesmo nome, criada por Douglas Adams em 1979. O primeiro livro da série começa justo com seu protagonista, Arthur Dent, sendo salvo pelo E.T. Ford Prefect, segundos antes da Terra ser destruída.

O vocalista e principal compositor do Coldplay, Chris Martin, fez referências à franquia literária também em um single de 2008, chamado ‘42‘.

‘All-American Bitch’ – Olivia Rodrigo

All-American Bitch‘ é um termo que aparece no livro de Joan Didion, chamado ‘O Álbum Branco‘ (1979). A obra reúne um compilado de artigos autobibliográficos que falam sobre temas como ‘o sonho americano’, a cultura de celebridade, e o cenário turbulento dos Estados Unidos no final da década de 60. Olivia Rodrigo contou em uma entrevista que, quando leu o livro, a frase “all-American bitch” imediatamente chamou a sua atenção. Além disso, ela sentiu que precisava escrever uma música sobre o assunto. A faixa de Olivia fala sobre as pressões e expectativas que a sociedade impõe sobre as mulheres para atingirem um “padrão ideal” e como ela sente que não consegue se enquadrar nesse padrão.

A cantora também já confessou que essa é uma das músicas preferidas que compôs, e que conseguiu expressar nela sentimentos reprimidos e coisas que queria dizer desde seus 15 anos de idade.

‘Love Language’ – Ariana Grande

Love Language‘ é inspirada no livro ‘As Cinco Linguagens do Amor‘, escrito pelo terapeuta de casais Gary Chapman em 1992. A obra literária sugere que casais românticos expressam e experimentam o amor de cinco maneiras diferentes, as quais ele chama de “linguagens do amor”. Na faixa, Ariana encoraja seu parceiro a ensinar para ela as suas “linguagens do amor” e ensina a ele as suas também.

‘Off to the Races’ – Lana del Rey

Em ‘Off to the Races‘, Lana del Rey fala sobre estar apaixonada por um bad boy, envolvida em um amor intenso porém fadado ao fracasso. No refrão, ela faz referência direta ao livro ‘Lolita‘ quando diz: “Light of my life, fire in my loins“. O trecho abre a controversa obra escrita por Vladimir Nabokov em 1955. Nele, um professor de literatura de meia-idade descreve uma obsessão por sua enteada, que é menor de idade, e a qual ele apelida como ‘Lolita’.

Na faixa ‘Off to the Races‘, a protagonista se vê num cenário parecido com o do livro, onde uma jovem se vê presa em um relacionamento tóxico e co-dependente com um homem mais velho.

E você, já conhecia a origem de todas as músicas da lista? Faltou alguma? Comenta com a gente no Instagram, Tiktok, e no X.

TALVEZ VOCÊ GOSTE DESTAS POSTAGENS :

  • All Post
  • coberturas
  • Críticas
  • Entrevistas
  • festival
  • Filmes
  • Games
  • Geek
  • Groover
  • Home
  • Mais
  • Musica
  • notícia
  • Séries
  • Shows
  • Teatro

Vídeos:

Lil Nas X – Long Live Montero: uma celebração ao sucesso e a autenticidade do artista
‘LOOM’: Ouça o novo disco do Imagine Dragons
‘Achadinhos do Groover XI’ traz 9 faixas para embalar seu fim de semana
O que podemos esperar da passagem de Lenny Kravitz pelo Brasil
RAYE: A nova sensação do R&B que você precisa conhecer
previous arrowprevious arrow
next arrownext arrow
 

LançamentoS:

Edit Template

© Copyright 2023 Capivara Alternativa – Todos os direitos reservados.

Pular para o conteúdo